Arrependimentos. Diga o seu e te direi quem és!

Acho estranho e até desconfio do modo como algumas pessoas estufam o peito para dizer 'eu não me arrependo de nada que fiz'. Pra mim isso é balela. Como assim não se arrependem? Uns argumentam dizendo que 'os erros são aprendizados'. Tudo bem, mas alto lá, dizer que não se arrepende de nada nadinha do que fez já é um tanto de mais. Não sei vocês que aqui estão lendo, mas eu me arrepende de 90% das besteiras que fiz e digo mais: se agora me aparecesse uma máquina do tempo eu dava um jeito de embarcar nela e consertar os passos mal dados, principalmente quando envolve terceiros. Eu teria dito a meus pais o quanto eles eram importantes, eu valorizado mais o meu primeiro namorado. Ta! Ele era um tanto quanto 'galinha' e teve o que merecia, mas no fundo eu amava o desgraçado e hoje, depois de todas as brigas, vejo que ele merecia ter ficado a par desse sentimento. Eu não deveria ter amado ele ‘de verdade’ só depois que o namoro acabou, sofri feito uma tola. Eu não deveria ter tomado as dores de quem não merecia, aliás, acho que esse é um defeito meu e esse meu senso de justiça vai acaba me colocando em maus lençóis. Me arrependo até o último fio de cabelo por ter confiado demais em não devia, mas essa ingenuidade vai me acompanhar até o último suspiro. Eu deveria ter lutado mais pelo o que eu queria, quem sabe poderia ter dado certo? Ou não. Mas eu teria tentado! Deveria ter ficado de boquinha fechada tantas vezes... Teria me evitado certos problemas ou mágoas. Teria brincado mais enquanto era criança, hoje minhas bonecas estão tão atiradas...

Não discordo quando me dizem que 'os erros são um aprendizados', eu até acrescentaria um 'oh, se são!', mas também não acho totalmente possível alguém viver sem arrependimentos. Seria muito bom, mas infelizmente nossa consciência não permite. Acham que sou louca por lembrar do passado? Não olho para ele com olhos tristes, há muito tempo já fizemos as pazes. Sim! Nós brigamos durante um tempo. Mas isso passou e eu já o perdoei, ou ele me perdoou, na verdade nem mesmo eu sei bem.

Resumindo, [ou traduzindo em miúdos], não acredito que haja alguém totalmente ileso a arrependimentos, mas o importante é não se culpar, é não olhar com mágoas para os passos dados, porque essencial mesmo é viver o presente, o aqui e agora!


Beeijos da Fran =*



5 comentários:

Samira disse...

Concordo com você. Tem coisas que a gente teria feito mesmo diferente, se tivesse a oportunidade de voltar no tempo... Mas já que isso é impossível, a solução é tentar fazer diferente o futuro. E algo que é fundamental é aprender com o passado... Acho que ele serve pra isso...

CarOl disse...

iiiih, como apoio!!
A parte de ficar de boquinha fechada então, como me arrependo de não conseguir essa proeza!!!
bjuus

Silvia Gonçalves disse...

Fran, vc está errada... o bom da vida é se arrepender do que deixou de fazer.. e não do que fez...


Pensando bem, me arrependo do que escrevi agora...

Ué?? Como assim???

A bem da verdade é que ninguém é perfeito e se ninguém é perfeito como ter um passado perfeito?

Não, ninguém o tem.. todo mundo erra e o tempo todo... a gente erra feio e isto significa que pegamos o caminho errado e que aprendemos nos arrependendo de tê-lo pego...

É isto que é a vida... e assim ela segue até um dia.. que não haverá mais o que errar.. e logo, não haverá mais arrependimentos.. mas, nem eu mesmo sei quando isto acontecerá...

Talvez, em um dos meus caminhos errados eu descubra.. ou não.. talvez eu me arrependa.. ou não..

Nunca saberemos!!

Bjos

Luna Sanchez disse...

Fran,

Eu sinto arrependimento, claro, por várias coisas que fiz ou deixei de fazer. Mas como arrependimento sem aprendizado é um sentimento inútil, que só faz doer, eu busco ficar mais esperta, acumular experiência e não persistir nos mesmos erros.

É uma boa alternativa, não é? ;)

Beijo,

ℓυηα

Tânia Souza disse...

Então, arrepender-se é viver. Gostei.
Este blog é dos que guardamos para voltar sempre.

Related Posts with Thumbnails